Últimas

terça-feira, 19 de julho de 2016

THE NEW BUZZIBLINDS



Após a sua introdução em 2011, os Buzziblinds clássicos tornaram-se num hit instantâneo como divisórias para espaços abertos. Cinco anos depois, é hora de adicionar um pouco de entusiasmo a esta família, redesenhando-os e oferecendo uma gama muito mais ampla de possibilidades. Com referências na arquitetura modernista, o designer Alain-Gilles adicionou ritmo e tonalidades criadas pela orientação dos estores de corte em V dos BuzziBlinds, resultando em espaços dinâmicos e ricos.





Este divisor de quarto "free-standing" é composto por uma série de cinco cortinas acústicas rotativas. Com um toque simples, as persianas podem ser abertas ou fechadas em graus variados para criar privacidade ou abrir um espaço. Isso dá às pessoas a oportunidade de determinar o nível de privacidade que querem ou precisam a qualquer momento para se concentrar numa tarefa específica. Com estas novas Buzziblinds, Alain Gilles quer oferecer a possibilidade de criar espaços ainda mais pessoais e personalizados.






A dificuldade era gerir a repetição encontrada na lógica das cortinas, a equipa de design tinha que ter certeza de que o que foi criado não se tornaria demasiado pesado visualmente, refazendo-os completamente. Por isso, além de torná-los mais amplos foi também usada uma técnica de corte em V muito inovadora desenvolvido pelo Buzzispace, a fim de criar padrões no material exterior das persianas.



Os novos BuzziBlinds consistem em quatro formas diferentes, com a possibilidade de ter diferentes padrões de corte em V entalhados em linha reta no BuzziFeld. Estas persianas podem ter cores diferentes em cada lado, de modo a gerar um efeito visual interessante quando parcialmente abertas. O resultado é um número quase infinito de possibilidades oferecidas aos arquitetos e utilizadores finais que fazem das novas BuzziBlinds uma ferramenta real para expressar sua própria criatividade.