Últimas

Participantes

Participar

Sponsors

O que Dizem de Nós

Últimas

segunda-feira, 19 de junho de 2017

ILUMINAÇÃO DE EXTERIOR


É de boas parcerias que se fazem memoráveis imagens e projetos, e por isso, quando a Kate Gould Gardens pediu à Anglepoise para fornecer lâmpadas da sua nossa nova coleção de exteriores, para melhorar a sua apresentação na City Living, em Chelsea, essa oportunidade foi devidamente aproveitada.


Um inspirador jardim fresco serviu como cenário para aqueles que já eram, em menor tamanho, os candeeiros de eleição de muitos amantes do design. Disponíveis em candeeiro de chão e lâmpadas de parede, estes simples mas marcantes acessórios de design tornam-se esculturas iluminadas e brilhantes dentro das áreas de estar tranquilas do jardim.


Em cores divertidas como o azul, o laranja e o rosa, esta Original 1227™ Giant Outdoor Collection promete ser um sucesso e continuar a fazer parte da wishlist de muitos de nós!



segunda-feira, 12 de junho de 2017

11 PROJECTOS COM PEDRA PORTUGUESA NO VITRA DESIGN MUSEUM



Exposição “Resistance”, apresenta 11 projectos em pedra portuguesa, no âmbito do projecto Primeira Pedra, cuja inauguração é no dia 12 de Junho no Vitra Design Museum, na Alemanha. A exposição estará patente ao público até 2 de Julho de 2017.

O desafio foi lançado por Guta Moura Guedes, curadora e presidente da experimentadesign, a dez arquitectos internacionais, desafiando-as a explorarem o conceito de resistência do mármore e calcário portugueses. Nas palavras da curadora: “Os mármores seleccionados têm como uma das suas principais características a enorme resistência mecânica, propriedade que constitui um dos pontos de partida e factor diferenciador no projecto. Por outro lado, a ideia de resistência está também relacionada à expansão dos territórios de actuação da arquitectura, através da criatividade, adoptando novas perspectivas, sejam elas em que campo forem, como forma de resistir a uma certa banalização e redução da qualidade visíveis em tantas frentes na arquitectura contemporânea”.



“Primeira Pedra” concilia indústria e design através do desenvolvimento de novas aplicações da pedra portuguesa sendo um dos objectivos do programa sensibilizar para as suas especificidades e para a indústria que lhe está associada, num total de 1500 empresas do sector, das quais 40 estão associadas ao cluster da pedra natural.

O projecto tem como matéria-prima diversos tipos de pedra portuguesa, de diversas regiões do país, nomeadamente rochas ígneas (granitos e rochas afins, gabros, sienitos, etc.), rochas metamórficas (mármores, em especial, xistos metamórficos e outras rochas metamórficas, como gneisses e serpentinitos) e rochas sedimentares (fundamentalmente calcários, dolomitos e brechas).

segunda-feira, 5 de junho de 2017

NOVA CADEIRA DE MICHAEL YOUNG INSPIRA-SE NOS ANOS SETENTA


A gloriosa época da Disco é a inspiração para esta nova cadeira desenhada pelo designer Michael Young para a marca Gufram: a Roxanne.

Com uma forma curva escultural, uma gama de cores composta e ligeiramente retro, esta cadeira é um tributo muito subtil, mas muito bem conseguida, aos idos 1970 e a todo o espírito alegre e folião da Disco.


Uma Cadeira Disco é sempre uma boa ideia, mas esta Roxanne, é ainda melhor!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

TIAGO SÁ DA COSTA APRESENTA CURCUBITAS NA BIENAL DE VENEZA



O designer português Tiago Sá da Costa, mostra pela primeira vez a linha de candeeiros “Curcubitas” na Bienal Veneza, que decorre até 26 de Novembro de 2017, no Palazzo Michiel, em Itália.

Com estas  peças o designer explora novas formas de trabalhar a cortiça, procurando criar jogos de luz/sombra e cheios/vazios. Os Curcubitas ganham forma através da cortiça da Amorim Cork Composites e existem na sua cor natural ou em cortiça tingida  no exterior com tons que fazem lembrar a terra: o vermelho, o amarelo, o castanho e o preto.

Para alcançar este formato esférico, Tiago Sá da Costa cortou, dobrou e desdobrou folhas de cortiça aglomerada em formas tridimensionais. Duas metades de cortiça dobram e encaixam em torno de um núcleo de luz, criando a impressão de uma casca mais dura com um núcleo macio e quente que brilha a partir do interior.




Nas palavras do designer : “A cortiça é um ótimo material para o design, não só por ser extremamente sustentável e ecológico, mas também pelas suas propriedades plásticas. O seu toque e a sua dureza são extremamente agradáveis e, para muitas pessoas menos familiarizadas com a cortiça, é algo enigmático, mas apelativo. É um material que dá para trabalhar de diversas maneiras. Eu, particularmente, gosto muito da sua relação com a luz e da forma como esta deflete e reflete na cortiça, criando uma ambiência quente e acolhedora.”



Atualmente, Tiago Sá da Costa tem o Estúdio TSC sediado em Den Bosch, na Holanda. O seu trabalho debruça-se, essencialmente, sobre o design ecológico, sendo a cortiça a sua matéria-prima de eleição.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

OS MUNDOS DE ANNA E JOANA JUNTAM-SE NA PLAYROOM


Anna Westerlund, criadora da Anna Westerlund Ceramics, e Joana Soares, mentora da marca e do blogue homónimo Violeta Cor de Rosa, há muito que dão cartas nas suas respectivas áreas de trabalho.



Decidem, agora, unir os seus universos criativos e fazem nascer o espaço Playroom, que a partir do próximo dia 19 de Maio pode ser visitado na LX Factory.

Além das peças da Anna Westerlund Ceramics e da Violeta Cor de rosa, a Playroom vai apresentar e comercializar peças exclusivas e edições limitadas feitas especificamente para este novo espaço.



A Playroom está aberta ao público de quarta a sexta-feira, das 12h30 às 14h30, e no primeiro sábado de cada mês, entre as 12h30 e as 18h30.

Quando a criatividade é o que une duas pessoas apaixonadas pelo que fazem, o resultado só pode ser "o melhor dos dois mundos".

Fica a dica para uma visita.


sexta-feira, 12 de maio de 2017

MARIA CASTEL-BRANCO MOSTRA “THE CLAY PARADE” NA PURA CAL



A ceramista Maria Castel-Branco vai ter patente, entre os dias 24 de maio e 24 de Julho de 2017, a exposição “The Clay Parade” na Pura Cal – Atelier, Store & Gallery, na Lx Factory, em Lisboa.

A exposição mostra um núcleo de peças inspiradas nos tons do barro e da Terra e no próprio repositório de influências familiares contrastantes da designer, que cruzam um universo miliar, disciplinar e comum com um mundo mais livre, criativo das artes plásticas.

Na sinopse de “The Clay Parade” pode ler-se: “ Quantos tons de barro? Os mesmos da pele? Os mesmo que nos diferenciam, mas nos aproximam? (..) Todos únicos na nossa essência e no nosso ser, embora todos parte de um exército exuberante, eclético e pleno de possibilidades felizes. Da Terra, o barro, a flor, a Vida”. Fica a questão para ser desvendada pelo visitante.

“The Clay Parade” é uma exposição de entrada livre e pode ser visitada de terça a sábado, das 11h00 às 20h00 e domingos, entre as 12h00 e as 20h00.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

NOVA COLECCÇÃO DA ARTEMIDE ALIA TÉCNICA E POESIA


A linha é o instrumento base do desenho, mas quando esta se transforma num elemento tridimensional, torna-se bastante mais atrativa e interessante.

É o caso desta nova linha de candeeiros Yanzi desenhada pela dupla Neri&Hu, que contempla um candeeiro de mesa, uma lâmpada de chão e três suspensões.

Leves, elegantes, sofisticados, tecnologicamente avançados e esteticamente muito interessantes, estes Yanzi são um equilíbrio entre os muito modernistas mobiles e uma nova forma de fazer flutuar luz no espaço, tal como os pássaros parecem flutuar nos cabos de electricidade de muitas paisagens urbanas.